jusbrasil.com.br
17 de Outubro de 2019

Instagram na advocacia: funciona como estratégia de marketing digital?

Sérgio Merola, Advogado
Publicado por Sérgio Merola
há 5 meses

instagram-como-estrategia-de-marketing-digital

Se você já acompanha nossos artigos, sabe o quão entusiasta eu sou das estratégias de marketing digital na advocacia.

Ao longo dos últimos 3 anos, venho desenvolvendo estratégias de atração de clientes através do marketing digital, e, apesar de muita coisa ter dado certo, outras tantas deram errado.

E a questão que levanto é a seguinte: Instagram na advocacia é uma boa estratégia de marketing digital?

Uma coisa que eu posso dizer com tranquilidade é que o Instagram está longe de ser uma boa estratégia de atração de clientes na Advocacia.

Pelo menos, quando consideramos que o objetivo do marketing é atrair clientes, não criar reputação e influenciar outros advogados.

Sei que muitos vão torcer o nariz por conta dessa minha afirmação, mas é a mais pura verdade.

E eu vou te explicar o porquê.

Por que o Instagram não pode ser a sua primeira estratégia de marketing digital?

Pegue seu Instagram agora, e veja quais os perfis que você segue que não são seus amigos.

Posso imaginar alguns: carros, receitas, gastronomia, esportes, notícias, moda, viagens, cupons de descontos de restaurantes….acertei?

Pois é!

O Instagram é uma plataforma para você consumir esse tipo de conteúdo, e não para pesquisa de problemas jurídicos.

Como boa parte dos leitores são advogados, vou fazer uma analogia.

Se você está doente, sentindo uma dor desconfortável, e preocupado com os sintomas que está sentindo, a sua primeira busca será no Google, no Youtube ou no Instagram?

Acredito que a maioria das pessoas procuram no Google, ou mesmo o Youtube, para encontrar mais informações sobre aqueles sintomas.

Ninguém vai seguir um médico, no Instagram, com antecedência, sem ter um sintoma de uma possível doença.

Não estou dizendo que o médico não será seguido no Instagram.

Não é isso!

Ele pode ser seguido, sim, mas, geralmente, seus seguidores são pessoas que o conheceram por indicação ou quando fizeram pesquisas no Google.

E o mesmo raciocínio serve para o público que precisa do advogado.

Se um casal está vivendo feliz, não há motivos para qualquer deles seguir um perfil no Instagram de advogado familiarista (pelo menos em relação a união deles).

Agora, se este mesmo casal entra em crise, e começam a pensar no divórcio, guarda dos filhos e partilha de patrimônio, é muito provável que eles busquem informações de advogados especialista nessa área.

Mas daí, pela urgência do problema, a pesquisa será feita no Google.

Então, encontrando o advogado, é até possível que o usuário comece a seguir o perfil dele (ou do escritório) no Instagram.

E nem isso é garantido.

Afinal, pessoas que têm problemas jurídicos pontuais, não querem fazer uma jornada de aprendizado do Direito, seguindo um perfil de um advogado e acompanhando o seu conteúdo.

Fora do Direito, dificilmente as pessoas têm interesse em aprender Direito.

Se você segue Instagram’s de culinária, é porque, provavelmente, gosta de cozinhar.

Se segue perfis de empreendedorismo, é porque, provavelmente, quer empreender (ou já é empresário).

São pessoas que têm um interesse de aprendizado no assunto.

Agora, ninguém vai seguir perfil de advogado no instagram imaginando que, futuramente, vai ter um problema naquela área.

Imagine alguém pensando: “Nossa, vou seguir esse advogado especialista em sucessões, pois um dia meus pais vão morrer e eu precisarei fazer o inventário. Melhor já começar a aprender sobre a matéria”.

Sério, ninguém pensa assim!

Por que o Instagram pode ser a sua segunda estratégia de marketing digital?

Apesar de todos os argumentos que eu trouxe acima, vou entrar, agora, numa saudável contradição.

Posso afirmar que o Instagram pode ser uma plataforma de atração de clientes na advocacia.

Calma, eu não fiquei doido, nem sou bipolar.

O Instagram pode ser uma ferramenta de atração de clientes através da estratégia de fortalecimento de marca.

O advogado cria um perfil profissional, seja dele ou do escritório, e começa a produzir bons conteúdos voltados para o fortalecimento de sua marca profissional.

E o que seria isso?

O conteúdo produzido no Instagram deve ser atualizado com posts/stories de maneira frequente, sempre focado em mostrar a (s) especialidade (s) do profissional/escritório.

A ideia é sempre associar a sua marca com alguma especialidade.

E como isso vira dinheiro (cliente)?

Ao contrário do que mencionei quanto aos possíveis clientes seguir perfil de advogado no Instagram, é normal que outros advogados, contadores, e algumas empresas sigam perfis de advocacia no Instagram.

Dessa forma, com a produção de conteúdo frequente, focada em enfatizar a área de atuação do profissional, quando algum colega tiver alguma demanda na sua área de expertise, você pode ganhar uma boa indicação.

Não são raras (apesar de não serem frequentes) as mensagens que recebo no Instagram de outros colegas advogados, quando pegam alguma demanda na minha área de atuação, e perguntam se eu posso atuar em parceria.

E um dado importante é que boa parte desses colegas não me conhecem.

Eles encontraram meu perfil no Instagram, passam a me seguir e acompanham minhas postagens.

No final das contas, acabo ganhando algumas boas indicações.

Isso significa que devo investir no Instagram então?

Acredito que você deva priorizar.

Como seu tempo, recursos e dinheiro provavelmente devem ser escassos, você deve, primeiro, investir em estratégias que otimizem seus resultados.

Como o Instagram é uma estratégia que não gera tantos clientes num primeiro momento, e traz retorno num prazo maior, ela pode ser implementada a partir de estratégias que não vão te tomar tanto tempo ou vão exigir tantos recursos e dinheiro.

E que estratégias seriam estas?

Quando menciono “fortalecimento de marca com foco na área de atuação do escritório” não significa que, todo dia, você deve postar que atua naquela área.

Nada disso!

O ideal é que o você faça postagens abordando a área de atuação do escritório/profissional.

Mas, atenção aqui!

Vejo muitos (mas são muitos mesmos) perfis de escritórios de advocacia, ou mesmo de advogados autônomos, que só repostam aquelas postagens de perfis como o do CNJ, Senado Federal, STJ, etc.

Isso porque são postagens famosas, que muita gente replica, que todo mundo “printa” e manda no grupo da família do Whatsapp (vai me dizer que sua tia nunca mandou aquele “print” falando que o atraso no voo gera dano moral?).

E por ser uma postagem com muitos compartilhamentos, a tendência o conteúdo fique “desgastado”.

O internauta começa a passar direto por elas, sem perceber que aquele perfil era de um advogado/escritório.

Além de não gerar valor para a sua marca, esse tipo de postagem não ajuda no processo de criação de autoridade, que vai ajudar você a fechar melhores contratos com seus clientes.

Quando falamos em “marketing de conteúdo”, pressuponha que o conteúdo é sempre original.

Mas, então, o que postar?

marketing-juridico

Muitos advogados têm dificuldade em criar conteúdo para postar nas redes sociais, e até por isso ficam replicando notícias de outros portais.

Sendo assim, vou dar algumas dicas de como fazer postagens interessantes para gerar engajamento no Instagram.

Vídeos

Crie vídeos, para stories, para o feed e IGTV.

Os vídeos são armas poderosas de engajamento no Instagram.

Há muito conteúdo a ser explorado.

De comentários sobre as decisões que saem nos portais de notícias até explicações sobre determinados assuntos de maneira acessível àqueles que não são especialistas na área ou sequer são do meio jurídico.

O cuidado, aqui, é não ser prolixo.

Como o Instagram limita o tempo dos vídeos, o advogado deve ser breve e trazer uma informação de muita relevância, para que seus seguidores tenham interesse de assistir o vídeo por completo.

Notícias

O advogado pode postar notícias extraídas de algum portal, mas, eu sugiro que ele faça duas coisas.

Primeiro, fazer uma adaptação da linguagem do texto original para o seu público-alvo.

Segundo, tecer comentários pessoais, que agreguem mais valor à notícia original.

É uma oportunidade de mostrar a sua expertise, não apenas reproduzindo o que já foi produzido por outro canal.

Por exemplo, você pode tecer comentários como:

A prisão do João da Silva é ilegal, pois a lei dispõe que [isso isso e isso].

Além disso, os Tribunais têm entendido que, nesses casos, [isso, isso e isso]

Penso que [expor sua opinião dentro do caso concreto, com bases jurídicas].

Mini-artigos

Outra boa estratégia é escrever pequenos artigos, acompanhados de uma imagem vinculada ao tema.

Se o conteúdo for relevante para seu público-alvo, seus seguidores, além da leitura, vão marcar outras pessoas, divulgando seu perfil gratuitamente.

“Traduzir” julgados

Existem decisões interessantíssimas que são só divulgadas nos sites dos Tribunais.

E, muitas vezes, por falta de repercussão, a mídia não dá o devido destaque a elas.

Se o advogado apenas copiar e colar a decisão em seu Instagram, ele enfrentará dois problemas:

  1. quem não é da área jurídica não vai entender quase nada; e
  2. a decisão invariavelmente vai exceder o número máximo de caracteres permitidos pelo Instagram

A tradução visa, ao mesmo tempo, eliminar conteúdo desnecessário e adaptar o conteúdo para leigos, numa explicação clara e sucinta sobre o que o Tribunal decidiu sobre determinado assunto.

Em resumo

Em resumo, o Instagram pode não ser a melhor ferramenta para atração de clientes na advocacia, mas não deixa de ter uma importância dentro do conjunto.

Se você tiver que focar em uma só plataforma, não sugiro o Instagram.

Foque nos artigos escritos (blogs, plataformas jurídicas, etc), com o objetivo de ser encontrado no Google.

Uma vez que sua estratégia vá dando o devido retorno, você pode começar a investir também no Instagram, principalmente como estratégia de reforço de marca.

Um abraço, e até a próxima!

16 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Que texto excelente, Sérgio!

Eu sempre digo que conteúdo sem uma estratégia é apenas conteúdo no buraco negro da internet. Haha!

Postar por postar é a mesma coisa.

Ainda não tinha visto um texto tão bom e realista sobre o Instagram para advogados.

Valeu a leitura!

Abraços! continuar lendo

Excelente artigo Dr.! continuar lendo

Top! continuar lendo

Ótimo artigo, parabéns! continuar lendo