jusbrasil.com.br
31 de Outubro de 2020

O Instagram vai tirar a sua advocacia da crise?

Aprenda a usar a plataforma do Instagram de forma estratégica, sem desperdiçar seu tempo e os recursos da sua advocacia.

Sérgio Merola, Advogado
Publicado por Sérgio Merola
há 7 meses

Instagram-na-advocacia

Se você já acompanha nossos artigos, sabe que sou grande entusiasta das estratégias de marketing digital na advocacia.

Ao longo dos últimos 4 anos, venho desenvolvendo estratégias de atração de clientes pela Internet para nosso escritório.

Muita coisa deu certo e conseguimos construir uma carteira de clientes quase que, exclusivamente, pelo digital.

Outras tantas coisas também deram errado, e tivemos que repensar as estratégias e fazer de tudo de novo.

Sei que nós, advogados, passamos por um momento muito delicado do ponto de vista profissional.

Muitos estão com medo da crise, outros já até quebraram e fecharam o escritório.

Acho isso devastador, e tenho orado bastante para que Deus ilumine o caminho dessa grande nação, que é o Brasil.

Uma grande lição que aprendemos, quando começamos a agir de forma metódica, seguindo uma estratégia predefinida, é a seguinte: nem tudo dá certo e é assim mesmo que tem que ser!

Conforme você vai fazendo as coisas, vai acertando e errando.

Isso gera um aprendizado que nenhum livro pode te dar: experiência.

E, com o tempo, vai errando cada vez menos.

E é parte deste aprendizado que quero compartilhar com você aqui.

Que tipo de resultado o Instagram pode dar para um advogado?

resultados-na-advocacia

Quero falar sobre o Instagram e o tipo de resultado que ele pode trazer para a advocacia.

Muita gente tem tomado o Instagram como um caminho natural nesta crise. Como a única solução possível.

Se os clientes não vêm até nós, advogados, vamos até eles, por meio do Instagram.

Mas essa corrida desenfreada ao Instagram, com postagens diárias, lives, stories, frases motivacionais, fotos e vídeos pode não ser a melhor saída.

Você precisa ser estratégico!

Uma coisa que eu posso dizer com tranquilidade: o Instagram pode não ser a melhor estratégia de atração de clientes para a sua Advocacia.

Preste atenção: eu não disse que o Instagram pode não ser uma boa estratégia.

Eu disse que pode não ser uma boa estratégia para ATRAIR CLIENTES.

Atrair clientes é um dos vários objetivos de marketing que você pode estabelecer para sua advocacia.

Você pode ter outros:

  • criar uma reputação como especialista dentre a comunidade jurídica;
  • influenciar outros advogados;
  • criar uma grande audiência.

E se o seu objetivo é atrair clientes, o Instagram pode não ser a melhor alternativa para a sua advocacia.

Sei que muitos vão torcer o nariz por conta dessa minha afirmação, mas é a mais pura verdade.

Mas, não desanime!

O Instagram vai ser importante na sua estratégia sim!

Só não será da forma como você imagina.

Vou te explicar porque.

Vamos seguir com o raciocínio!

Como funciona o Instagram?

como-funciona-o-instagram

Imagine, de forma bem simples e direta, como funciona o Instagram para você.

Preste atenção nos perfis que você segue nessa rede.

Perceba que a maioria, provavelmente, é de perfis de amigos, familiares ou colegas de profissão.

Além das pessoas próximas, posso imaginar perfis que espelham seus gostos pessoais: carros, receitas, gastronomia, saúde, esportes, música, notícias, moda, viagens, cupons de descontos de restaurantes….acertei?

Pois é!

Essa é a grande questão: do mesmo jeito que você não segue arquitetos, dentistas, encanadores, engenheiros (que não são seus conhecidos), as pessoas também não seguem advogados.

A verdade que incomoda é essa: as pessoas não querem aprender Direito, caso contrário, teriam feito o curso.

Não digo todo mundo, mas a maioria não quer aprender Direito, quer apenas resolver seus problemas.

É claro que, quando alguém tem um problema jurídico, tem na Internet uma fonte de pesquisa privilegiada.

Mas a intenção, aqui, não é aprender nada de doutrina e jurisprudência.

As pessoas querem aprender, na melhor das hipóteses, apenas o mínimo para entenderem a solução do seus problemas.

Por este motivo, o melhor conteúdo é aquele que dá solução sem complicação.

E as pessoas pesquisam no Instagram?

pesquisa-no-instagram

O Instagram é uma fonte de informação e entretenimento, certo?

Nessa plataforma, você vai consumir conteúdo de coisas que te interessam.

Como boa parte dos leitores são advogados, vou fazer uma analogia.

Imagine que você comece a manifestar sintomas de uma gripe: tosse, dor de cabeça e febre.

Você sabe que, neste momento, pode ser perigoso ir até um hospital.

Você não se lembra quais são os sintomas do coronavírus e precisa saber, de forma rápida, o que você tem.

Em qual lugar você vai pesquisar para resolver esse problema?

Claro que a melhor opção é consultar um médico, mas diante das dificuldades de conseguir resolver o problema dessa forma, você vai pesquisar na Internet.

Daí, eu te pergunto: sua pesquisa seria no Google, no Youtube ou no Instagram?

O Instagram não é a primeira opção de pesquisa!

Percebe que, quando o seu interesse não é aprender uma determinada matéria, mas apenas resolver um problema, o Instagram não é a sua primeira opção?

A maioria das pessoas que querem resolver problemas procuram no Google, em primeiro lugar, e no Youtube, em segundo.

Hoje, são os dois sites mais acessados no Brasil.

Não faz nenhum sentido você seguir um médico no Instagram para esperar que, uma hora, ele poste alguma coisa sobre os sintomas do coronavírus.

Da mesma forma, alguém que quer despejar um locatário, ou que foi denunciado por algum crime, ou que sofreu algum tipo de dano material ou moral, não vai passar a seguir um advogado para resolver seu problema.

Ele vai no Google pesquisar uma solução ou um advogado para resolver seu problema.

Mas atenção: não estou dizendo que advogados não serão seguidos no Instagram.

instagram-para-advogados

Não é isso!

Eles podem ser seguido, sim.

Há dois casos que levam as pessoas a seguirem advogados nas redes sociais (no Instagram, em específico).

Primeiro, depois que fecham com o advogado, os clientes passam a segui-lo (por amizade, respeito ou para vigiá-lo) rs!

Mas, daí, não foi o Instagram que atraiu o cliente para o escritório, mas o escritório que levou o cliente para o Instagram.

Um segundo caso, que pode ser explorado no seu marketing, caso sua advocacia tenha esse perfil, é a do cliente que precisa aprender alguma coisa do advogado.

Sim, eu sei: eu disse anteriormente que a maioria das pessoas não quer aprender Direito.

Se eu disse “a maioria”, significa que tem uma minoria que quer aprender.

Aliás, não é querer; é precisar aprender.

Um exemplo simples!

advocacia-de-familia

Se um casal está vivendo feliz, não há motivos para qualquer deles seguir perfis de advogados de família no Instagram.

Contudo, se este casal entra em crise, e começam a pensar no divórcio, guarda dos filhos e partilha de patrimônio, é muito provável que eles passem a seguir advogados no Instagram, e fiquem de olho em suas dicas sobre estes problemas.

Ou então um empresário que, diante da crise do coronavírus, sabe que vai ter que demitir muitos dos seus empregados.

Ele acompanha as notícias nos jornais e percebe que tem um vai e vem de medidas provisórias, decretos e alterações na legislação trabalhista que o deixa confuso.

Daí, se alguém compartilha o perfil de um advogado no Instagram com ele, e esse advogado produz conteúdo claro, prático e objetivo sobre como lidar com questões trabalhistas na crise, este empresário passa a seguir o perfil jurídico.

Mas, Sérgio, qual é a diferença entre um e outro?

Por que aquele que sofreu um dano moral não segue advogado, mas o empresário pode seguir?

O que explica essa diferença de comportamento.

Primeiro: a urgência do problema.

Se o problema tem urgência, precisa ser resolvido rapidamente, o Google é a ferramenta de pesquisa mais natural.

Se meu empreendimento é multado pelo IBAMA ou pelo PROCON, e não tenho um advogado de confiança, vou ao Google, mas não vou seguir um advogado no Instagram por causa disso.

Encontrando o advogado, é até possível que o empresário comece a seguir o perfil dele (ou do escritório) no Instagram.

Mas nem isso é garantido.

Segundo, o fato do problema ser pontual.

Tenho um problema, preciso resolvê-lo e, por isto, contrato um advogado.

O advogado resolve o problema e pronto: fim do interesse no problema.

Quem tem problemas jurídicos pontuais não tem interesse em fazer uma jornada de aprendizado no Instagram.

Pois é isto que queremos quando seguimos um perfil de um chef de cozinha, de um empreendedor de sucesso, de um professor ou de um profissional de saúde que fala sobre coronavírus: aprendizado.

Seguimos perfis no Instagram para nos relacionar ou para aprender alguma coisa.

Agora, imagine alguém pensando: “Vou seguir esse advogado especialista em sucessões, pois um dia meus pais vão morrer e eu precisarei fazer o inventário. Melhor já começar a aprender sobre a matéria”.

Sério, ninguém pensa assim!

pesquisa-no-google

Agora, quem tem problemas recorrentes, que afetam seu dia a dia, sua rotina, sua saúde, suas emoções, sua carreira, seu patrimônio ou sua família… daí nós temos um perfil de cliente potencial disposto a te seguir no Instagram.

Quem lida com questões jurídicas no seu dia a dia precisa aprender mais sobre Direito.

De quem estou falando? Quem são esses clientes?

Fizemos uma lista de perfis de clientes que podem ser considerados “seguidores potenciais” de perfis jurídicos.

Caso tenha pensado em mais algum, te convido para postar nos comentários!

  • empresários com negócios complexos, que envolvem problemas jurídicos especializados;
  • médicos
  • hospitais;
  • empreendedores
  • donos de startups
  • diretores ou gerentes de RH;
  • pais em situação de divórcio e guarda de filhos (problemas recorrentes)
  • investidores de mercado financeiro ou imobiliário;
  • concurseiros;
  • síndicos;
  • administradores;
  • gerentes de banco;
  • ONGs;
  • Escolas e universidades;
  • beneficiários do INSS (sim, eles são seguidores muito fiéis).

Note que todos são clientes potenciais de escritórios de advocacia e, ao mesmo tempo, enfrentam questões jurídicas no dia a dia, problemas recorrentes.

Outro exemplo, fora dessa lista: sabe quem mais lida com Direito no dia a dia e pode te seguir no Instagram?

Outros advogados, que precisam de serviços ultraespecializados (perícias técnicas, cálculos judiciais, diligências, audiências, peticionamento especializado).

Note que o Instagram pode atrair bons seguidores para seu escritório, mas estou falando aqui de uma minoria de clientes.

No geral, para a advocacia contenciosa, voltada para pessoas físicas, o Instagram não é a melhor ferramenta para atrair.

Mas, isso não significa que você pode abrir mão do Instagram.

Aqui está o pulo do gato, para quem quer aprender a usar, de forma estratégica, essa plataforma de marketing digital poderosíssima.

O Instagram pode ser a sua segunda estratégia de marketing digital

instagram

Apesar de todos os argumentos que eu trouxe acima, vou entrar, agora, numa saudável contradição.

O Instagram pode ser uma boa plataforma de atração de clientes na advocacia sim!

Mesmo para clientes que não estão dispostos a aprender Direito.

Calma, eu não fiquei doido, nem sou bipolar.

Existem duas estratégias complementares, que fazem do Instagram uma ferramenta obrigatória para o seu escritório.

Eu acredito que o Instagram é importantíssimo para os advogados.

Vamos lá, antes que você pense que estou doido mesmo.

Primeiro, o Instagram pode ser usado como uma ferramenta de fortalecimento de marca.

O advogado cria um perfil profissional, seja dele ou do escritório, e começa a produzir bons conteúdos voltados para o fortalecimento de sua marca profissional.

Como funciona isso?

Produza conteúdo para seu Instagram, atualizando posts e stories de maneira frequente.

Seu foco deve ser mostrar que você (ou seu escritório) é especializado em algum tipo de problema.

A ideia é sempre associar a sua marca com alguma especialidade.

Não precisa ser um problema muito específico.

Pode ser um conjunto de problemas, desde que haja uma conexão temática entre eles.

Caso contrário, as pessoas não te enxergarão como especialista.

E como isso vira dinheiro (cliente)?

dinheiro-e-clientes-no-instagram

Ao contrário do que mencionei quanto aos possíveis clientes seguir perfil de advogado no Instagram, é normal que outros advogados, contadores, e algumas empresas sigam perfis de advocacia no Instagram.

Dessa forma, com a produção de conteúdo frequente, focada em enfatizar a área de atuação do profissional, quando algum colega tiver alguma demanda na sua área de expertise, você pode ganhar uma boa indicação.

E, ao contrário dos clientes potenciais, advogados adoram seguir perfis de outros advogados.

Principalmente, se esse advogado produz conteúdo origina, relevante e de qualidade.

Por isso, é importante você se posicionar como especialista, porque nenhum colega de profissão vai te indicar se não te enxergar como tal.

De generalista, o mercado está cheio.

Se for para indicar para generalista, indico o meu primo, que está precisando de clientes, coitado!

Posso te garantir que conteúdo frequente e consistente faz isso sim.

Não são raras (apesar de não serem frequentes) as mensagens que recebo no Instagram de outros colegas advogados, quando pegam alguma demanda na minha área de atuação, e perguntam se eu posso atuar em parceria.

E um dado importante: boa parte desses colegas não me conhecem pessoalmente, só no meu Instagram.

Eles encontraram meu perfil no Instagram, passam a me seguir e acompanham minhas postagens.

No final das contas, acabo ganhando algumas boas indicações, por conta da minha boa presença digital no Instagram.

A estratégia “vitrine”

9-estrategia-da-vitrine-na-advocacia

A outra estratégia é a que chamo de “vitrine”.

Hoje, cerca de 80 a 90% dos clientes do escritório chegam através do digital.

E eles fazem um caminho mais ou menos padronizado, até a contratação de nossos serviços.

Ao perceberem que tem um problema, vão até ao Google e encontram nosso conteúdo (no nosso Blog ou no perfil do JusBrasil).

Ao identificarem o autor do conteúdo, procuram o nome do advogado, novamente no Google.

Daí, clicam no link para o seu Instagram.

De lá, encontram um link que disponibiliza o WhatsApp do escritório e entram em contato.

Já conversei com vários clientes que me confidenciaram que um dos fatores de entrar em contato com a gente foi o fato do Instagram ter muito conteúdo sobre o problema para o qual ele procurou uma solução no Google.

Pesou mais o fato de ter muito conteúdo do mesmo tema no Instagram!

Teve uma cliente que até me relatou uma situação curiosa.

Disse que estava decidindo entre nossos serviços e de um outro advogado.

Contudo, quando viu que o Instagram do outro advogado só tinha posts de atletismo (ele é atleta e iroman), ela optou pelo nosso escritório.

Em suma: o cliente te encontra no Google, mas a percepção de que você é o especialista que vai resolver o problema dele se deve ao conteúdo do Instagram.

Por isso, o Instagram vai te exigir: conteúdo frequente, consistente, focado e relevante.

Se hoje eu não tivesse um Instagram profissional, provavelmente fecharia menos contratos, ainda que fosse muito encontrado no Google.

O Instagram é a nossa vitrine digital, como um fachada bem construída do escritório físico.

Ele garante uma boa presença digital para nossa advocacia.

Isso significa que você deve investir todo seu tempo e dinheiro no Instagram?

instagram-para-advogados

Acredito que você deva priorizar.

Como seu tempo, recursos e dinheiro provavelmente devem ser escassos, ainda mais nesse momento de crise, invista nas estratégias que otimizem seus resultados.

Como o Instagram é uma ferramenta que não gera tantos clientes num primeiro momento, apesar de trazer retorno num prazo maior, primeiro invista naquilo que não vai te exigir tanto tempo, recurso e dinheiro.

Como o Instagram é uma plataforma gratuita, use-o para divulgar seus conteúdos de outras plataformas (blog, Jusbrasil, Youtube, Google Meu Negócio).

Mas o que posso postar em meu Instagram?

Agora, vamos trabalhar com a ideia de postar conteúdo no seu Instagram.

Algo que seja fácil, barato e rápido de fazer!

Eu noto que muitos (mas são muitos mesmos) advogados, ou mesmo perfis de escritórios de advocacia, só repostam aquelas conteúdos de perfis como o do CNJ, Senado Federal, STJ, etc.

Isso porque são postagens famosas, que muita gente replica, que todo mundo tira print e manda no grupo da família do Whatsapp (vai me dizer que sua tia nunca mandou aquele print falando que o atraso no voo gera dano moral?).

E por ser uma postagem com muitos compartilhamentos, a tendência o conteúdo fique “desgastado”.

O internauta começa a passar direto por elas, sem perceber que aquele perfil era de um advogado/escritório.

Além de não gerar valor para a sua marca, esse tipo de postagem não funciona na estratégia do tipo “vitrine”.

Conteúdo replicado não vai ajudar no processo de construção de autoridade, que vai ajudar você a ser enxergado como especialista e, por isso, fechar melhores contratos com seus clientes.

Estamos falando aqui em marketing de conteúdo.

“Marketing de conteúdo” pressupõe que o seu conteúdo seja original.

Algumas ideias, na prática!

Muitos advogados têm dificuldade em criar conteúdo para postar nas redes sociais, e até por isso ficam replicando notícias de outros portais.

Sendo assim, vou dar algumas dicas de como fazer postagens interessantes para gerar engajamento no Instagram.

Crie vídeos!

videos-no-instagram

No Instagram, você tem 3 alternativas: vídeos para feed (1 minuto), stories (de 15 em 15 segundos) e IGTV (até 10 minutos).

Os vídeos são armas poderosas de engajamento no Instagram.

E há muito conteúdo a ser explorado em vídeos.

Tenho percebido muitos advogados fazendo lives, mas poucos fazem vídeos com conteúdo mais evergreen.

Explique o como, o porquê, o caminho a ser tomado, a solução, o resultado, o risco jurídico, a melhor forma de lidar com o problema, como você resolve esse problema.

Esses temas são de interesse permanente, e uma vez criado, seu conteúdo sempre pode ser compartilhado.

Como o Instagram limita o tempo dos vídeos, o advogado deve ser breve e trazer uma informação de muita relevância, para que seus seguidores tenham interesse de assistir o vídeo por completo.

Traduza o Direito para seu cliente

marketing-para-advogados

Por exemplo, você pode traduzir decisões, portarias, inovações legislativas e posicionamentos dos tribunais.

Estou falando em traduzir, tornar esse conteúdo acessível aos leigos.

A imprensa faz isso mal, distorcendo o Direito, e a maioria dos juristas não consegue traduzir, mantendo-se num nível técnico, que torna o conteúdo desinteressante para leigos.

O cuidado, aqui, é não ser prolixo.

Existem decisões interessantíssimas que são só divulgadas nos sites dos Tribunais.

E, muitas vezes, por falta de repercussão, a mídia não dá o devido destaque a elas.

Se o advogado apenas copiar e colar a decisão em seu Instagram, ele enfrentará dois problemas:

  1. quem não é da área jurídica não vai entender quase nada; e
  2. a decisão invariavelmente vai exceder o número máximo de caracteres permitidos pelo Instagram

A tradução visa, ao mesmo tempo, eliminar conteúdo desnecessário e adaptar o conteúdo para leigos, numa explicação clara e sucinta sobre o que o Tribunal decidiu sobre determinado assunto.

O legal disso é que tem decisão nova quase todo dia.

Fonte para bom conteúdo jorrando e pouca gente aproveitando.

Aproveite o engajamento das pessoas com as Notícias

O advogado pode aproveitar as notícias produzidas pela imprensa.

Você pode fazer duas coisas!

Primeiro, fazer uma adaptação da linguagem do texto original para o seu público-alvo.

Da mesma forma que falei no tópico sobre “vídeos”.

Segundo, tecer comentários pessoais, que agreguem mais valor à notícia original.

É uma oportunidade de mostrar a sua expertise, não apenas reproduzindo o que já foi produzido por outro canal.

Por exemplo, você pode tecer comentários como:

  • A prisão do João da Silva é ilegal, pois a lei dispõe que [isso isso e isso].
  • Além disso, os Tribunais têm entendido que, nesses casos, [isso, isso e isso].
  • E porque o entendimento dos tribunais é importante para o caso do João da Silva? Por [isso, isso e isso].
  • Por este motivo, acredito que [expor sua opinião dentro do caso concreto, com bases jurídicas].

Transforme seu Instagram num microblog

microblog-no-instagram

Seu Instagram pode ser transformado em um microblog.

A ideia é escrever pequenos artigos, acompanhados de uma imagem vinculada ao tema.

3 ou 4 parágrafos por dia já seria o suficiente, se o conteúdo é relevante!

Essa imagem pode ser padronizada, com uma identidade visual, que dará mais credibilidade às suas postagens.

Você pode contratar um profissional ou agência para fazer isso para você.

Ou, então, usar aplicativos ou sites de design para amadores, como o Canva (www.canva.com).

É importante que esse conteúdo seja relevante para seus seguidores ou, no caso, para a pessoa que vai pesquisar no Google, mas vai cair no seu Instagram num segundo momento.

Ou então, que seja relevante para a comunidade jurídica, para advogados que, te percebendo como especialista, podem indicar seus serviços.

Importante na estratégia do microblog: frequência e consistência.

Não pode postar todo dia, depois, ficar uma semana sem postar.

Lembre-se: qualidade não resolve seu problema se ela não andar, lado a lado, com a consistência das suas ações.

As pessoas percebem essa lacuna no seu conteúdo, e entendem isso como falta de profissionalismo do seu marketing.

Resolva problemas

Você quer ser visto como alguém que resolve problemas, certo?

Então pare de dizer que você faz isso, e comece a fazer isso.

Resolva problemas por meio do seu conteúdo.

Esse dias estava conversando com um colega, que se posiciona para a área da saúde.

Ele estava perguntando o que postar no Instagram, uma vez que todo mundo agora só fala de coronavírus.

“Será que devo falar das notícias do coronavírus também?”, perguntou.

Na hora, me ocorreu que o melhor conteúdo, para o momento, é ajudar os médicos a resolverem problemas.

Orientei que ele escrevesse sobre como elaborar termos de consentimento, como aplicar as orientações e portarias do Ministério da Saúde na prática, como lidar com empregados (devido à política de isolamento), quais os cuidados a serem tomados no caso da telemedicina.

Enfim, transformar o Instagram em uma fonte de solução de problemas do diaadia.

E foi uma dica que deu bastante certo, uma vez que o médico tem um perfil de seguidor, buscando uma jornada de aprendizado maior do que simplesmente resolver problemas pontuais.

Responda perguntas

perguntas-no-stories-do-instagram

Existe uma caixa de perguntas no Instagram que é muito poderosa para gerar engajamento dos potenciais seguidores.

É uma caixa disponível no stories.

Eu mesmo abro, todos os dias, uma caixa de perguntas para advogados no meu Instagram pessoal.

Na estratégia para seguidores (empresários, médicos, empreendedores, divórcio e guarda de filhos, etc.), você pode responder a perguntas relativas aos problemas do dia a dia.

Convide especialistas de outras áreas, por meio de uma parceria, para te ajudar nas respostas.

Da mesma forma, você pode ajudá-lo nas respostas dos stories dele.

Humanize seu perfil

Pessoas se conectam com pessoas, não com marcas.

É importante que você produza muito conteúdo relevante para seu cliente.

Mas você precisa ser enxergado como ser humano também.

Como alguém que tem amigos, família, colegas de trabalho…

Que tem uma rotina, que está enfrentando os problemas do dia a dia como qualquer outro.

Isso gera uma conexão forte, que também ajuda a fechar contratos.

Pode parecer que estou sendo interesseiro, que estou pedindo para você humanizar seu perfil apenas para fechar mais contratos.

Mas, não é isso.

É que não funciona você só postar conteúdo, se esse conteúdo não tem uma “cara”, não tem uma identidade.

E que dá a identidade desse conteúdo é você!

Em resumo

Em resumo, o Instagram não é uma ferramenta de atração direta de clientes, mas sem ele, você pode ter dificuldades para fechar contratos com clientes na Internet.

Lembre-se que ainda existe muita rejeição à ideia de contratar prestadores de serviço pela Internet, no Brasil.

O Instagram é uma excelente ferramenta para gerar credibilidade, por meio da estratégia vitrine.

Foque nos artigos escritos (blogs, plataformas jurídicas, etc), com o objetivo de ser encontrado no Google.

Mas, não deixe de cuidar do Instagram, para não ver esse cliente do Google ir embora, contratar outro advogado com o Instagram mais engajado.

Uma vez que sua estratégia vá dando o devido retorno, você pode começar a investir também no Instagram, principalmente como estratégia de reforço de marca e vitrine, para fechar melhores contratos.

Eu poderia escrever um livro sobre Instagram, só com as experiências que implementamos aqui no escritório.

Não dá para falar tudo num artigo (mesmo num artigo grande).

Por isso, vou dar uma Aula sobre Instagram, nesta quinta-feira (16/04), às 20 horas, para compartilhar nossas estratégias.

Faça sua inscrição: clique aqui.

Um abraço, e te espero lá!

24 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Excelente artigo.

Fiquei impressionada com a extensão do artigo e como eu não conseguia parar de ler!!! Muito boa a leitura, vou começar a aplicar esse conhecimento no meu insta.

Grande abraço. continuar lendo

Muito bom! Cabe ressaltar que seria bacana falar sobre os desafios também!

Por exemplo, para eu criar um artigo show, daqueles bonitos de ver, eu demoro uns 2 dias focados só nisso!

Agora, nem todo dia tem artigo show, então fazer um artigo pequeno também é válido... nesse eu fico uma tarde.

Além disso, costumo criar umas artes também que levam umas boas horas.

Enfim, tempo é dinheiro! Acredito que não adianta se entupir de jurisprudência e doutrina sem transformar em conteúdo para o seu cliente, ou melhor, vitrine como você chamou.

Ouso arriscar que você ficou no mínimo 1 dia para elaborar este belo artigo, então só posso agradecer e lhe desejar tudo de bom, abraço! continuar lendo

Excelente artigo, Sérgio.
Tenho essa mesma visão, o instagram é uma vitrine, e se usado da forma correta, contribui muito para a construção da nossa imagem.

@clarice1cunha @alinengguimaraes @diegovandal @osilva123 @jordanacarvalhoo @thatyaneaguiar leiam este artigo. Muito bom!

@sergiomerola85 marquei a galera do escritório aqui. continuar lendo

Excelente artigo que incentiva o criar, enaltece o agir e, sobretudo pontua de maneira clara e objetiva alguns elementos na receita da busca! Agradecemos continuar lendo

Excelente artigo. Estou tentando aplicar algumas dessas orientações no meu dia-dia. Obrigada! continuar lendo